Centenário 2011

A Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa comemorou em 2011 o seu 1.º centenário.

Mais do que recordar o passado, essa comemoração constituiu um forum alargado de projeção da imagem da FCUL como uma instituição de prestígio, agregadora de todo um património humano e científico que lhe permite aproveitar os desafios do presente para criar futuro.

As celebrações da efeméride, associadas às da própria Universidade de Lisboa e de outras Escolas que connosco alcançaram o 1.º centenário da publicação do decreto republicano, pretendem refletir o conceito de escola aberta, empenhada na criação e disseminação de conhecimento útil para a sociedade de que somos parte integrante.

O sentido que se pretendeu dar a todas as manifestações enquadradas no centenário, o leitmotif das várias iniciativas, foi atribuído pelo conceito associado e refletido no lema escolhido através de concurso dirigido à própria comunidade académica: “FCUL – Cem Anos... Sem limites... | FCUL – One Century... No Limits...”

Ainda no terreno do simbolismo, construiu-se o nosso selo comemorativo do centenário, reforçando no seu significante elementos associados à Terra, atmosfera, escamas, padrões naturais, representações diagramáticas, órbitas, numa representação visual inspiradora do modelo do conhecimento científico.

Nas celebrações do Centenário da FCUL, e numa perspetiva bottom up, foram convidados a participar todos os membros da FCUL, com as suas iniciativas, criatividade e empenho. Gostaríamos de alcançar uma larga amplitude nos formatos, mas com a preocupação de tocarmos os vários destinatários que representam os nossos stakeholders no espaço, do mais próximo ao mais afastado: na FCUL, na UL, na Cidade, na Região, no País, no Mundo.

O programa propriamente dito foi o resultado das sinergias que conseguimos desenvolver e esteve disponível neste site.
O ponto alto das comemorações do centenário, culminou com a Sessão Solene – o “Dia da FCUL”, em 19 de abril de 2011.

Símbolo

A comunidade conheceu o símbolo comemorativo do centenário da FCUL no dia em que se celebrou os 99 anos desta Faculdade, numa sessão solene realizada a 19 de abril de 2010, pela voz da sua autora, a designer Ana Baliza.

“Nas perguntas de hoje as respostas de amanhã” foi o mote transmitido a Ana Baliza e que permitiu que desenvolvesse o projeto gráfico dando origem ao logotipo do centenário da FCUL, bem como ao manual de normas gráficas e à aplicação do logotipo em diferentes suportes.

O Guia de Normalização Gráfica do Logotipo “FCUL 100 anos” foi apresentado à comunidade em setembro de 2010. Este documento possibilita a uniformização e a imposição do símbolo comemorativo do centenário da FCUL.

Lema

O concurso de ideias "Lema das Comemorações do Centenário da FCUL" promovido pela Direção da FCUL, entre fevereiro e março de 2010, premiou a frase da autoria de Álvaro Manuel Madureira Pinto, investigador bolseiro do Centro de Recursos Minerais, Mineralogia e Cristalografia.

"FCUL – Cem Anos... Sem limites... | FCUL – One Century... No Limits..." foi o lema escolhido para as comemorações deste centenário, de entre cerca de 78 frases concorrentes.

Medalha

Não se trata simplesmente de uma peça de ourivesaria ou de uma chapa distintiva em metal usada para condecorar alguém importante, distinto, impulsionador de grandes obras… A medalha do 1.º centenário da FCUL é mais do que um objeto é a nossa “moeda” e com ela honramos os nossos pares e amigos.

A medalha em latão, com 7 cm de diâmetro e a efígie do centenário será exposta ao público durante a sessão solene de 19 de abril de 2011.

Sessão Solene

2011 foi o Ano Internacional das Florestas, o Ano Europeu do Voluntariado, o Ano Internacional da Química, o Ano Internacional dos Afro-descendentes. 2011 foi ainda o ano em que se comemora os 100 anos das Faculdades de Ciências, de Letras e de Medicina, os 100 anos da refundação da Universidade de Lisboa.

Um dos pontos altos destas comemorações foi o dia 19 de abril de 2011. Tratando-se de uma data de grande significado para a comunidade académica, a Direção da FCUL pretendeu assinalá-la com uma sessão solene ainda mais especial, transmitida em sistema de vídeo difusão a partir da página de Internet da FCUL.

Outras atividades culturais

A Faculdade é a herdeira direta da ação desenvolvida no passado pela Escola Politécnica, fundada em 1837 como instituição de ensino superior técnico, de desenvolvimento das ciências e da sua museologia. Os próprios estatutos da FCUL reconhecem a sua tradição centenária de grande relevo no panorama intelectual português e a forma como tem contribuído para a criação, transmissão e preservação da ciência e da cultura científica. As comemorações do 1.º centenário da FCUL constituem um forum alargado de projeção da imagem da FCUL. Eis alguns exemplos das atividades culturais realizadas em 2011.

Isto não é um jogo

No âmbito das comemorações dos 100 anos da FCUL, o Fc-Ato apresentou o espetáculo isto não é um jogo nos dias 10 e 11 de novembro de 2011, pelas 21h30, no campus da FCUL, no anfiteatro 3.2.14, do edifício C3. 

Texto selecionado na área Novíssima Dramaturgia Portuguesa nos Encontros de Novas Dramaturgias Contemporâneas (2010) - Coletivo 84/São Luiz Teatro Municipal

Texto e encenação: A. Branco

Interpretação: Ana Rosa, Dora Martinho, Francisco Gomes, Joana Santos Silva, João Quiaios, Jorge Diniz, Pedro Loureiro, Raquel Jacinto, Ricardo Silva, Sabrina Martinho, Sara Meireles

Produção: AEFCL

Atas do Conselho Escolar da FCUL

O Centro Interuniversitário de História das Ciências e da Tecnologia associou-se às comemorações do Centenário da FCUL disponibilizando no seu site a digitalização dos 12 Livros das Atas do Conselho Escolar da FCUL, referentes ao período entre novembro de 1912 e março de 1974. Através das Atas do Conselho Escolar, órgão composto pelos professores catedráticos da instituição, podemos acompanhar com grande detalhe e vivacidade as discussões, e subsequentes tomadas de decisão, relativas a aspetos estruturantes da vida da FCUL. Este espólio pertence ao Arquivo Histórico do Museu de Ciência da Universidade de Lisboa.

Publicações online de Almeida Costa

No âmbito das comemorações dos 100 anos da FCUL, o Departamento de Matemática iniciou um projeto que visa a organização e a publicação online do espólio de António Almeida Costa (1903-1978).

O professor e cientista, que introduziu em Portugal a investigação em Álgebra, é autor de uma vasta coleção de textos didáticos e científicos. Embora muitos estejam publicados, a sua maior parte tem, contudo, estado reservada apenas a alguns docentes que trabalharam diretamente com ele, permanecendo desconhecida do restante público interessado.

A efeméride que a Faculdade celebra este ano apareceu como uma oportunidade para a execução deste trabalho e, consequentemente, de mais uma justa homenagem a Almeida Costa e à própria FCUL, que ao longo dos seus 100 anos tem sido a casa de muitas figuras importantes no âmbito da ciência internacional.

Projeto Científico: Gracinda Gomes, Adelaide Carreira

Organização textos: Maria Luísa Galvão, Margarita Ramalho, Maria Elisa Simões

Digitalização e Montagem: Helena Barroso, Cristina Bernardino, Rui Batista

Notas Químicas – Borodin: Compositor e Químico [cartaz programa]

No âmbito das comemorações do Centenário da Universidade de Lisboa, dos 100 anos da FCUL e do Ano Internacional da Química, o Departamento de Química e Bioquímica e o Museu de Ciência apresentaram a iniciativa “Notas Químicas – Borodin: Compositor e Químico”. 

O projeto Notas Químicas cuja conceção e direção está a cargo de Maria José Lourenço, professora do DQB-FCUL e investigadora do Centro de Ciências Moleculares e Materiais da FCUL, acontece nos dias 1 e 2, 7 e 8 de julho de 2011, pelas 18h00, no anfiteatro do Laboratorio Chimico, sito no Museu de Ciência da Universidade de Lisboa.

PYM

No âmbito das comemorações dos 100 anos da FCUL, o Fc-Ato apresentou o espetáculo PYM no dia 19 de abril de 2011, pelas 20h30, no campus da FCUL, no anfiteatro 3.2.14, do edifício C3. 

Arthur Gordon Pym relata-nos as suas aventuras e peripécias a bordo de um brigue (Grampus) que tem por objetivo uma normal viagem de caça à baleia que se transforma num excitante episódio de horror.

Texto: A. Branco (a partir de Edgar Allan Poe)

Encenação: A. Branco 

Interpretação: Francisco Gomes

Música ao vivo: Gafa

Produção: AEFCL

Substâncias [cartaz flyer

O projeto Substâncias consiste num espetáculo de dança contemporânea alusivo ao tema Química. A ideia original é da autoria de Ana Paula Paiva, professora do Departamento de Química e Bioquímica da FCUL e promotora da iniciativa. O espetáculo de dança contemporânea dedicado à divulgação da ciência e tecnologia química é uma criação coreográfica absoluta de Daniel Cardoso, diretor artístico e coreógrafo residente do Quorum Ballet.

O acontecimento enquadrou-se nas Comemorações do Centenário da UL e do Ano Internacional da Química e ocorreu no dia 25 de março de 2011, na Aula Magna da Reitoria da UL.

2.º Esquerdo

No âmbito das comemorações dos 100 anos da FCUL, o Fc-Ato apresentou o espetáculo 2.º Esquerdo nos dias 24 e 25 de fevereiro de 2011, pelas 21h30, no campus da FCUL, no anfiteatro 3.2.14, do edifício C3. 

Um corpo. Uma faca. Uma chamada. Um prédio.

Uma mão cheia de suspeitos. Dois investigadores e um... pato.

Texto e Encenação: A. Branco

Interpretação: Eduardo Ribeiro

Vozes: A. Branco, João Quiaios

Produção: AEFCL

White Noise

No âmbito das comemorações dos 100 anos da FCUL, o Fc-Ato apresentou o espetáculo White Noise, nos dias 27 e 28 de janeiro de 2011, pelas 21h30, no campus da FCUL, no anfiteatro 3.2.14, do edifício C3. 

De repente aparecemos, crescemos, fizemos coisas...

De repente aparecemos, crescemos, fizemos coisas e isso alterou o mundo... ou foi o mundo que nos alterou?

O mundo, o nosso mundo, vai-se alterando e isso é uma verdade inalterável.

Direção: A. Branco

Assistência: Susana Silva

Intérpretes: Ana Rosa, Francisco Gomes, João Quiaios, Paula Antunes, Raquel Silva

Produção: Corvo Manso/AEFCL

Comemorações ULis2011

As comemorações ULis2011 assinalaram os 100 Anos da refundação da Universidade em Lisboa e centraram-se em quatro temas base:

  • 100 pessoas (História) > A memória e a história da Universidade, medieval e contemporânea;
  • 100 locais (Património) > O legado científico, artístico, histórico e arquitetónico da Universidade;
  • 100 lições (Ensino e Cultura) > O contributo formativo e cultural da Universidade;
  • 100+1 Ideias para o futuro (Ciência e Inovação) > O pensamento e o potencial científico, como ferramentas de intervenção social e económica da Universidade.

Corrida da ciência

A organização agradece aos numerosos corredores que com a sua participação contribuíram para o ambiente festivo que se viveu no dia 9 de outubro.

Os nossos agradecimentos vão também para a Associação dos Estudantes da FCUL, Câmara Municipal de Lisboa e empresa Repro2000, bem como para os voluntários e fotógrafos amadores que generosamente se disponibilizaram.

Regulamento

(Os nossos agradecimentos para os fotógrafos que generosamente nos cederam o seu material, com destaque para Francisco Alves e Cristina Garrett.)