Casos COVID-19 com ligações a membros de Ciências: como proceder

Gestão de casos e testes COVID-19 em Ciências ULisboa

Um rápido e efetivo rastreio de contactos (identificação, avaliação do risco e implementação de medidas) é um elemento chave para a deteção precoce de casos e limitação da propagação da COVID-19. Assim, é importante que a informação transmitida pelos membros da comunidade de Ciências ULisboa aos serviços da Faculdade, através do e-mail covid19@ciencias.ulisboa.pt, seja adequada para que os procedimentos adotados, em articulação com a Unidade de Saúde Pública (USP), sejam rápidos e eficazes. Os serviços da Faculdade fazem o acompanhamento direto da evolução da situação de saúde dos casos confirmados e contactos de alto risco de membros de Ciências, pelo que qualquer alteração associada a estes casos deve ser comunicada logo que possível para o e-mail covid19@ciencias.ulisboa.pt.

 

Definição de caso confirmado, caso suspeito, contacto de alto risco, contacto de baixo risco e sintomas de COVID-19

Sinais e sintomas associados à COVID-19: os sinais e sintomas da COVID-19 variam em gravidade, desde a ausência de sintomas (sendo assintomáticos) até febre (temperatura ≥ 38.0ºC), tosse, dor de garganta, cansaço e dores musculares e síndrome respiratória aguda grave. Foi também verificada anosmia (perda do olfato) e em alguns casos a perda do paladar, como sintoma da COVID-19.

De acordo com a Norma 015/2020 de 24/07/2020 da Direção-Geral da Saúde, e considerando o tipo de atividades da Faculdade:

Caso confirmado: Pessoa com confirmação de teste laboratorial positivo para infeção por SARS-CoV-2, independentemente dos sinais e sintomas apresentados.

Caso suspeito: Pessoa que desenvolve quadro respiratório agudo com tosse ou febre (temperatura ≥ 38.0ºC) ou dispneia / dificuldade respiratória ou pessoa que desenvolve sintomas associados à COVID-19 e que esteve em contacto com um caso confirmado.

Contacto de alto risco: Pessoa que esteve em contacto com caso confirmado de COVID-19 sem máscara (incluindo durante as refeições), a uma distância de menos de 2 metros e, simultaneamente, durante 15 minutos ou mais.

Contacto de baixo risco: Pessoa que esteve em contacto com caso confirmado de COVID-19 tendo ambos usado máscara, ainda que em ambiente fechado e mesmo durante mais de 15 minutos.

 

Casos confirmados e contactos de alto risco

Para uma eficaz gestão da informação por parte da Faculdade, apenas os casos confirmados e contactos de alto risco com casos confirmados devem enviar, tão breve quanto possível, mensagem para o e-mail covid19@ciencias.ulisboa.pt, com a seguinte informação:

  1. Nome completo, categoria, número de funcionário/aluno, e-mail institucional, n.º telemóvel, n.º de utente do Serviço Nacional de Saúde e morada de residência atual;
  2. O último dia em que esteve presencialmente na Faculdade;
  3. Relativamente às 48h que antecederam o último dia em que esteve presencialmente na Faculdade, indicação do nome e contacto das pessoas (membros de Ciências) com quem esteve sem máscara (incluindo as refeições), a uma distância de menos de 2 metros e durante 15 minutos ou mais para que os serviços avaliem o risco e façam os contactos que assim se justifiquem, garantindo a proteção dos dados da fonte de potencial contágio.

Os contactos de alto risco devem contactar a linha SNS24 (808 24 24 24) e seguir as indicações que vierem a receber. O confinamento domiciliário ou isolamento profilático imediato é determinado pelas autoridades de saúde.

Os serviços da Faculdade enviam diretamente à USP os dados pessoais que foram solicitados aos membros da Faculdade considerados casos confirmados ou contactos de alto risco.

Alerta-se toda a comunidade e em especial os alunos para o facto de todos os contactos institucionais para os efeitos previstos neste documento serem feitos através dos seus endereços de mail institucional de Ciências, pelo que deverão ter especial atenção à operacionalidade destes endereços de mail, em particular, consultando regularmente este e-mail e evitando que as respetivas caixas de mail estejam cheias.

A informação recolhida será tratada exclusivamente com o objetivo de assegurar o acompanhamento dos casos confirmados e contactos de alto risco, a informação à USP e o processamento e divulgação de dados estatísticos anonimizados. Os dados recolhidos são confidenciais, acessíveis apenas aos membros do Gabinete de Segurança, Saúde e Sustentabilidade e aos órgãos de gestão da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Os dados são destruídos logo que o incidente se considere encerrado.

 

Casos suspeitos e contactos de baixo risco: procedimentos a adotar pelos próprios

Os casos suspeitos devem contactar a linha SNS24 (808 24 24 24) e seguir as indicações que vierem a receber. Apenas informarão a Faculdade, através do e-mail covid19@ciencias.ulisboa.pt, caso tenham necessidade de regularizar a assiduidade por lhes ter sido determinado isolamento profilático.

Os contactos de baixo risco, bem como os casos suspeitos, devem manter vigilância passiva durante 14 dias, desde a data da última exposição:

  1. Automonitorizar diariamente sintomas compatíveis com COVID-19;
  2. Medir e registar a temperatura corporal, duas vezes por dia;
  3. Implementar rigorosamente as medidas de prevenção disponíveis aqui, incluindo distanciamento, higiene das mãos, etiqueta respiratória e a utilização permanente de máscara bem colocada, cobrindo o nariz e queixo;
  4. Não frequentar locais com aglomerações de pessoas, mantendo a atividade presencial em Ciências e assegurando o cumprimento da alínea anterior;
  5. Se surgirem sintomas compatíveis com COVID-19, contactar o SNS24;
  6. Caso seja determinado o isolamento profilático, informar os serviços da Faculdade através do e-mail covid19@ciencias.ulisboa.pt.

Tanto os casos suspeitos como os contactos de baixo risco podem autopropor-se para a realização de teste de diagnóstico de infeção por SARS-CoV-2 (ver informação abaixo, em programa de testes da ULisboa).

Em relação a outro tipo de contactos, que configuram ligações indiretas entre casos, não há lugar à adoção de medidas adicionais às medidas gerais de prevenção, disponíveis aqui.

 

Regularização de assiduidade

Para efeitos de regularização de assiduidade, a decisão de isolamento profilático ou confinamento é sempre da responsabilidade das autoridades de saúde que enviam a respetiva declaração ao trabalhador/aluno que, por sua vez, a reencaminhará para o e-mail covid19@ciencias.ulisboa.pt.

O regresso à atividade presencial deve ter lugar no dia útil seguinte ao último dia do período indicado na declaração, não sendo necessário documento de alta.

 

Programa de testes da ULisboa

A Universidade de Lisboa, através da sua Reitoria, implementou uma 2.ª fase de testes de diagnóstico para a infeção por SARS-CoV-2, que abrange testagem regular à sua população. Adicionalmente, está sempre em curso um serviço de testagem para casos suspeitos.

Os testes são coordenados pelos serviços do Centro Médico da ULisboa. Os membros de Ciências interessados em realizar testes de diagnóstico devem preencher o formulário disponível aqui até ao próximo dia 25 de outubro (novo prazo). Mediante a disponibilidade de testes e o número de pessoas interessadas, a Direção de Ciências ULisboa definirá critérios de prioridade e enviará os dados constantes no formulário para o Centro Médico, que agendará diretamente a realização do teste com os interessados.

Paralelamente, para os casos suspeitos ou contactos com casos confirmados, também está em curso um serviço de testagem. Estes casos podem autopropor-se para a realização de teste de diagnóstico de infeção por SARS-CoV-2, bastando enviar para o e-mail covid19@ciencias.ulisboa.pt a indicação do caso e tipo de ligação, bem como nome completo, categoria, número de funcionário/aluno, e-mail institucional, n.º telemóvel e n.º utente do Serviço Nacional de Saúde. O agendamento de teste só é possível após o envio de todos os elementos indicados.

Os encargos com a realização dos testes propostos pela Faculdade, quer no caso do programa de testagem, quer no caso de casos suspeitos e contactos de alto ou baixo risco, são suportados pela Faculdade.

 

N.º de emergência em Ciências e sala de isolamento

Qualquer membro de Ciências, que se encontre na Faculdade, em caso de emergência, ou se apresentar sintomas de COVID-19, deve contactar o número de emergência em Ciências (extensão interna 20000 ou número direto 217 500 600). Nesse caso, será encaminhado pelas equipas de emergência (ou vigilantes) para a área de isolamento (sala 8.1.02). O acesso à sala de isolamento deve ser feito diretamente a partir do exterior do edifício C8. Na deslocação, devem ser evitados os locais de maior aglomeração de pessoas/trabalhadores nas instalações.

 

Comunicado de 15 de outubro de 2020
A Direção